5 Dicas para pegar empréstimo sem afundar mais

Não gostamos de  perder o controle do orçamento e ter que precisar de um empréstimo para fechar as contas do mês. Quando isso acontece , o consumidor costuma recorrer ao cheque especial ou deixa de pagar toda a fatura do cartão de crédito no lugar de buscar um empréstimo barato. Onde começa a se endividar e não percebe.

Em vez de dar um ponto final ao descontrole financeiro, a estratégia pode afundar mais o consumidor em juros e tornar a dívida alta.

Tão importante quanto entender as razões de estar endividado é estudar as melhores medidas e aqui, as melhores linhas de crédito — para conseguir sair dessa situação fugindo das linhas que oferecem juros altíssimos. E no desespero acabamos aceitando a primeira proposta que é feita,sem ao menos procurar outras para verificar qual o juro mais acessível.




Neste artigo, separamos 5 dicas para encontrar um empréstimo barato

1 – O cheque especial e o rotativo do cartão de crédito estão entre os empréstimos com os juros mais altos do mercado. Segundo o Banco Central, em março, os juros do cheque especial ficaram, em média, em 327,95% ao ano. Já os juros do cartão de crédito rotativo — cobrado quando o usuário não paga a fatura completa do cartão — durante o mesmo período ficaram em 490,3% ao ano.

Como estes são empréstimos mais práticos e automáticos, ou seja, o cliente não precisa contratar o serviço, os juros começam a ser cobrados a partir do momento em que a conta passa a estar negativa ou quando o cliente deixar de liquidar a fatura do cartão de crédito — muitas pessoas se rendem à comodidade e acabam pagando os juros altos desnecessariamente.

2 – o crédito consignado é a modalidade de empréstimo com as taxas de juros mais baixas do mercado. Esse tipo de crédito desconta as parcelas diretamente do salário ou benefício do INSS, por isso, o risco para a instituição financeira é baixo.

A taxa média de juros do crédito consignado em junho ficou em 3% ao mês para trabalhadores do setor privado e em 1,9% ao mês para funcionários públicos, segundo o Banco Central. Só para você ter uma ideia, a taxa de juros média cobrada no crédito rotativo em junho, para parcelar a fatura do cartão, foi de 13,9% ao mês.   

No entanto, fique atento. Mesmo no crédito consignado, há grandes diferenças entre as taxas cobradas de uma instituição financeira para outra.




Para trabalhadores do setor privado, o empréstimo pode custar entre 0,65% ao mês e 6,36% ao mês, conforme o banco ou a financeira, segundo o dados do Banco Central da última semana de julho. Para funcionários públicos, a taxa mínima no mesmo período varia entre 1,03% e 5,42% de uma instituição para outra.

Se você é assalariado, só consegue pegar o empréstimo consignado pelo banco pelo qual recebe o salário ou por outra instituição conveniada com a empresa ou com o governo.  

“Em geral, as empresas só têm convênio com um banco, mas algumas podem ter mais jogo de cintura. Procure se informar no RH para pesquisar as taxas entre os bancos conveniados e conseguir a taxa mais atrativa”, orienta a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti. Ou até mesmo tentar o empréstimo direto com sua empresa e desconta direto na folha de pagamento.

Mas se você é aposentado ou pensionista do INSS, pode receber o benefício no banco que quiser e tem mais flexibilidade para pesquisar as taxas de crédito consignado de cada instituição.

Nesse caso, seria mais favorável pesquisar bancos e financeiras que ofereça taxas de juros mais baixa.

Fique de olho em sites e apps de empréstimo online, que se espalharam rapidamente nos últimos anos e prometem cobrar taxas mais baixas do que os bancos tradicionais.

Ao pegar empréstimo em um correspondente bancário, procure saber quem é o banco ou financeira por trás que oferece o crédito e se informar na internet sobre sua credibilidade.

“Nesses correspondentes bancários têm crescido absurdamente, com publicidade apelativa, mas eles não têm o mesmo compromisso que os bancos e financeiras com a operação e a orientação financeira ao dar o crédito” Por isso antes de contratar, pesquise.

Crescem os golpes ao contratar empréstimo online. Se a empresa pedir adiantamento em dinheiro para cobrir taxas ou impostos, desconfie, pois essa prática não é comum no mercado. E não existe pagar antes de receber, afinal se você precisa de empréstimo é porque não tem dinheiro.

Antes de contratar um empréstimo, é muito importante verificar qual será o valor ao final das parcelas e comparar com o valor final de outros empréstimos.

Por isso antes de contatar, faça uma simulação.

Pequenas variações de juros podem trazer uma diferença abusiva no valor final do empréstimo.

Fazer empréstimo

Fazer empréstimo

3 – Opte pelo pagamento em débito automático

Optar por pagar o empréstimo em débito diretamente na sua conta-corrente pode reduzir os juros aplicados à linha de crédito oferecida a você.

As vantagens são para ambas as partes: enquanto o banco tem mais confiança de receber e, com isso, pode reduzir as taxas de juros aplicadas, você não precisa se preocupar em fazer o pagamento mensal do boleto gerado — só não se esqueça de manter o valor da parcela sempre em sua conta-corrente para o débito.

4. Avalie a possibilidade do crédito com garantia

Como já falamos, quanto mais garantias de pagamento você oferece à instituição financeira, maiores são as chances de conseguir um empréstimo barato, ou seja, com taxas de juros mais baixas.

Por isso, pesquise com os bancos e instituições financeiras a possibilidade de colocar um bem que você já possua como garantia do empréstimo, como carro, imóvel ou investimentos. Tanto os bancos e financeiras físicas quanto as que trabalham online podem oferecer essa opção de empréstimo.

Mais do que conseguir um empréstimo barato, é fundamental verificar a possibilidade de diminuir e enxugar os gastos para equilibrar o orçamento, mantendo uma vida financeira tranquila.

Contratar um empréstimo pode ser sinal de que sua vida financeira não está nada bem. Neste caso, é preciso se questionar como e por que você chegou a esse ponto e fazer uma revisão dos seus gastos e ganhos. Uma planilha simplificada ajuda, onde se anota as entradas e saídas,…Diminua gastos sem necessidade..




5 – Organize o orçamento para quitar as dívidas e depois disso, comece a economizar para obter uma  reserva de emergência e evitar de contratar novos empréstimos no futuro.

 

Gostou das nossas dicas para conseguir um empréstimo barato?

Em caso de dúvidas, deixe  seu recado em nosso site que em breve responderemos.

16 thoughts on “5 Dicas para pegar empréstimo sem afundar mais

    1. Top Web

      Boa tarde, não somos financeira apenas auxiliamos a solicitarem empréstimo em locais de confiança,
      ou seja irem ate o banco onde possuam conta e conversar direto com o gerente.

      Reply
    1. Top Web

      Boa tarde, não somos financeira apenas auxiliamos a solicitarem o empréstimo em locais
      de confiança, ou seja irem até o banco onde possuam conta e conversar direto com o gerente.

      Reply
    1. Top Web

      Boa tarde, não somos financeira apenas auxiliamos a solicitarem o empréstimo em locais de confiança,
      ou seja ir até o banco onde possui conta e converse direto com o gerente. Ou leia com atenção o artigo
      acima onde tem todas as informações que precisa.

      Reply
    1. Top Web

      Boa tarde, deverá ler o artigo acima onde tem todas as informações que precisa para solicitar o empréstimo que deseja.

      Reply
    2. Top Web

      Boa tarde, deverá ler o artigo acima onde tem todas as informações que precisa para solicitar o empréstimo que deseja.

      Reply
    1. Top Web

      Boa tarde, deverá ler o artigo acima onde tem todas as informações que precisa para solicitar o empréstimo .

      Reply
    1. Top Web

      Boa tarde, deverá ler o artigo acima onde tem todas as informações que precisa sobre onde e como solicitar empréstimo.

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *